Ambiência Brasília
Eustaquio Ferreira
Dinheiro Torrado, √Ārvores Destru√≠das
07/06/2017

As √Ārvores, tenho observado no Plano Piloto, v√™m sendo destru√≠das sistematicamente. N√£o tenho visitado as Cidades Sat√©lites, mas creio que o mesmo ocorre l√°. Algumas √°rvores t√™m todos os galhos cortados. Fica o tronco desnudo como se fora um espectro. Outras perdem os galhos abaixo de 5 metros do solo. Isso √© poss√≠vel porque a Novacap vem usando motosserras com cabos longos.

Em 2009, na Recomenda√ß√£o n¬ļ 09/2014, Procedimento Administrativo n¬ļ 08190.058913/12-71 o Minist√©rio P√ļblico do Distrito Federal e Territ√≥rios (MPDFT) oficiou ao Administrador Regional do Cruzeiro que realizasse a poda e corte de √°rvores em vias p√ļblicas em estrita conson√Ęncia com os termos do Decreto Distrital n¬ļ 14.783, de 17/06/1993, com √™nfase na necessidade de obter parecer para corte emitido pela Novacap.

As √°rvores t√™m formas caracter√≠sticas tais como as esf√©ricas, de fuste bem definido e copa arredondada, ov√≥ide, c√īnica, em forma de arco, ta√ßas, tortuosa, cil√≠ndrica ou coluniforme, com galhos pendentes e ainda em touceiras, como os bambus.

Ao cortar todos os galhos ao alcance das motosserras a Novacap queima dinheiro e destrói a flora de Brasília. Tal prática é desrecomendada por todos os manuais de manejo de árvores. Elas devem ser mantidas na forma natural. Isso aumenta custos. A população e o MPDFT têm se manifestado contra. Trata-se de contrassenso.

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO