Ambiência Brasília
Eustaquio Ferreira
Garagem do Bloco C da SQN 210
07/02/2018
?Desabou na madrugada de segunda-feira, 5 de fevereiro, a parede de uma cortina de concreto armado, situada à frente e ao longo do prédio do bloco C da SQN 210. Ela tombou por igual sobre muitos carros estacionados na garagem. Uma olhada superficial mostrava a estrutura do prédio intacta e sólida.   Nenhuma deformação resultante.

As possíveis causas aventadas e divulgadas: falta de impermeabilização, excesso de chuvas e ferragens enferrujadas, não se mostram plausíveis. O excesso de chuvas, ainda que terreno externo estivesse encharcado, a carga estaria prevista no projeto estrutural.

A impermeabilização não ocasionaria o tombamento da cortina. Causaria vazamentos, mofo nas paredes ou pisos, mas tombamento não. Ferragens oxidadas, enferrujadas e fadiga do concreto, isto sim, poderiam causar o rompimento da estrutura e desabamento.

As obras, quando da solicitação do Alvará de Construção, têm projetos apresentados ao órgão fiscalizador que aprova apenas a arquitetura. Os demais são arquivados e são de responsabilidade do executor da obra e projetistas: cálculo estrutural e instalações etc. 

O Distrito Federal não dispõe de um Código de Postura a exemplo de outras grandes cidades do país. Geralmente esta norma estabelece as condições de uso do espaço urbano, das edificações e dos equipamentos. A vistoria regular permite verificar se há risco, seja com o viaduto, o prédio, o elevador etc. Esse acidente, felizmente sem vítimas, é um aviso para que se conclua a elaboração do Código de Posturas do DF.

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO