Ambiência Brasília
Eustaquio Ferreira
Gasolina de Muitos Preços
08/11/2017
Durante a última semana de outubro e nestes dias de início de novembro os preços dos combustíveis no Distrito Federal variaram para cima e para baixo como uma gangorra preguiçosa. Os preços, divulgados em cartazes enormes, antes dos postos, mudam de um dia para o outro. Dependendo do consumo é possível esperar abaixar para abastecer.

Em 2009, a partir de uma denúncia de um parlamentar, o CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica iniciou uma investigação sobre possível prática de cartelização e manipulação dos preços, que estaria muito acima do razoável.

Às investigações do CADE se somaram as do Ministério Público do DF e Territórios – MPDFT e da Policia Federal que redundaram em prisões e finalmente em intervenção em uma das redes de postos no ano passado. Tal rede deveria vender certo número de postos e pagar vultuosas multas, de quase R$ 150 milhões.

Tais medidas teriam resultado de acordo entre o CADE, MPDFT e os donos da tal rede. A multa deste vulto, aceita pelos donos da rede, dão a entender que de fato haveria provas incontestes de manipulação dos preços e outros fatos desabonadores. O acordo foi fechado no primeiro semestre de 2017 deixava crer que não haveria mais problemas.

Pois bem, nestes últimos 15 dias os preços parecem ter enlouquecido. Quando a Petrobrás altera os preços, ou o governo revê os impostos, espera-se repercussão nas bombas. Mas, quando os preços variam sem motivo, tem-se a impressão de que o cartel está operando plenamente, nos mesmos moldes que operava antes da intervenção.

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO