Ambiência Brasília
Eustaquio Ferreira
Racionamento, Seca ou Imprevidência
28/03/2018
Uma emissora de rádio entrevistava um meteorologista sobre o comportamento das chuvas neste mês de março de 2018. Segundo ele este mês as chuvas foram muito acima da média dos últimos 30 anos, diferentemente ao março de 2017 que teve precipitações com menos de 1% abaixo da média.

Esse comportamento das chuvas do Planalto Central do Brasil tem variações pouco acentuadas, mantendo-se próximo das médias esperadas. Este é um dos motivos do sucesso da agroindústria neste bioma. As mesmas chuvas que garantem a produção agrícola são aquelas que abastecem os centros urbanos.

O locutor chamava a atenção para o racionamento no fornecimento de água potável e citava um comentário menos otimista de um técnico da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa) que mesmo com o nível atual dos reservatórios acima dos observados no ano anterior pouco acreditava no fim do racionamento.

Vendo a questão do abastecimento pela ótica do crescimento populacional percebe-se que o DF aumenta sua população em aproximadamente 65.955 pessoas a cada ano. A cada 3,3 anos temos a população de um novo Plano Piloto. A demanda não espera.

O Rio São Bartolomeu é uma Área de Proteção Ambiental por ser destinado ao abastecimento do DF. Preferiu-se buscar a barragem de Corumbá IV, mas as obras foram interrompidas. Há que terminar estas obras e assim terminar a crise atual.

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO