Caleidoscópio Cultural
André Cunha
Linchadores do bem
Livro indicado a pr√™mio importante exp√Ķe os patrulheiros da internet
26/09/2017
?Jos√© Victor, narrador e protagonista do romance O Tribunal da Quinta-Feira, de Michel Laub, publicado pela Cia das Letras, est√° no centro de um esc√Ęndalo virtual: mensagens trocadas com um amigo vazaram on-line e agora ele √© chamado de mis√≥gino, cretino, irrespons√°vel e baluarte do patriarcalismo. A respons√°vel pelo vazamento √© sua ex-mulher, Teca, que descobriu sua senha de e-mail, compilou os mais escandalosos e mostrou pra alguns amigos. Claro que a coisa se espalhou rapidamente.

Ao descrever a fam√≠lia de Teca o r√©u parece tra√ßar um perfil geral dos seus acusadores: ‚ÄúNa casa de praia do Sr. Teco pai e sra. Teca m√£e (...) √© tudo muito despojado porque a fam√≠lia e seus amigos est√£o conscientes de que nasceram privilegiados num pa√≠s de profundas fraturas sociais, onde se deve promover a cidadania (...) e o urbanismo, a educa√ß√£o, a cultura e a arte s√£o ve√≠culos para legar um mundo melhor para os nossos filhos.‚ÄĚ Ou seja, progressistas antenados com as boas causas sociais e politicamente corretos - uma galera esclarecida, emancipada, politizada e empoderada. Aos olhos deles, os puros, um publicit√°rio ‚Äúnormal‚ÄĚ de meia idade pode revelar-se, subitamente, um monstro.  E toda forma de monstruosidade deve ser perseguida.

Se voc√™ pensou, caro leitor, em internautas que usam express√Ķes como ‚Äúnojo!‚ÄĚ ou ‚Äúpodre!‚ÄĚ pra comentar quaisquer coisas que possam vir a ferir as suas sensibilidades identit√°rias, talvez estejamos pensando parecido. Que essa nova patrulha ideol√≥gica se expresse nesses termos n√£o configura surpresa, afinal os coment√°rios servem pra isso mesmo: expor a sujeira do r√©u em contraste com a pureza do tribunal do Facebook (ali√°s nome de uma m√ļsica do Tom Z√© que tira sarro do assunto). Nem √© preciso dizer que essa nostalgia da pureza j√° produziu os mais severos mecanismos de controle. O que O Tribunal da Quinta-Feira faz √© expor essa claque de ju√≠zes, promotores, acusadores e inquisidores virtuais. N√£o chega a ser um feito liter√°rio, mas √© bem contempor√Ęneo.



Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO