Conceito
Adelmir Santana
Fim do racionamento
18/06/2018
?Na semana passada chegou ao fim o racionamento de água no Distrito Federal. Depois de um ano e cinco meses de rodízio, ficaram algumas lições. A primeira delas é que o brasiliense aprendeu a economizar seu bem mais precioso. Precisamos manter o uso racional para que a água não volte a faltar nos próximos meses - período de seca na nossa região, mas também nos anos que se seguem.

É evidente que o comércio recebeu animado a notícia da normalização nas torneiras, afinal, nos últimos meses se adequou como pode para não deixar a falta d’água atrapalhar o movimento. Nos segmentos mais afetados, os de bares e restaurantes e salões de beleza, o empresário substituiu pratos e talheres de louça e vidro por descartáveis nos dias de racionamento, adiou serviços como tintura e lavagem dos cabelos; ao mesmo tempo que investiu na reforma dos sistemas de armazenamento e na conscientização dos clientes. 

O governo local fez sua parte. Em 2017, a Caesb deu andamento a 12 obras, totalizando um investimento de R$ 133 milhões. As intervenções aumentaram a captação de água em 16,5%. A maior parte dessa capacidade adicional está concentrada em duas obras de médio porte: o subsistema do Bananal e a obra emergencial de captação do Lago Paranoá. Atualmente, o reservatório do Descoberto está com mais de 90% de volume útil. Já o de Santa Maria soma 59,9% — ambos ultrapassaram as metas de referência estabelecidas para junho pela Adasa, respectivamente de 79% e de 56%. Torçamos para que essas ações, somadas, resultem em um futuro com água garantida para todos. 
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO