Conceito
Adelmir Santana
Puxadinhos da Asa Norte
08/05/2017
A iniciativa do governo do Distrito Federal de regulamentar a Lei dos Puxadinhos também para a Asa Norte é positiva e deve ser vista como a busca de uma solução legal para problemas de uma cidade considerada única no mundo. Brasília, enquanto Patrimônio Mundial e referência em arquitetura, não pode jamais ter sua beleza e funcionalidade ameaçadas por ocupações desordenadas. Da mesma forma, é de interesse do empresário do comércio trabalhar dentro da lei e em espaços padronizados, o que garante segurança jurídica aos empreendimentos e melhores condições de conforto, segurança e respeito aos clientes.

O sucesso, agora, dependerá, sobretudo, de um esforço entre comerciantes, governo e comunidade. Da parte do empresariado, o índice de lojistas que tem buscado a regularização ainda é baixo. É preciso que os empreendedores procurem os órgãos competentes e façam os ajustes necessários, para não correrem o risco de serem multados ou terem seus puxadinhos derrubados. A Fecomércio, inclusive, publicou uma cartilha com orientações sobre a lei.

O governo, por sua vez, precisa dar celeridade aos processos de regularização em análise. A comunidade da Asa Norte, principalmente aquela que reside em quitinetes acima dos comércios, terá que entender a destinação comercial desses blocos para que se possa primar por uma convivência pacífica. Ou seja, todos têm que exercitar, além dos seus direitos, os seus deveres. Leis bem formuladas e discutidas com a sociedade facilitam essa compreensão.   

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO