Conceito
Adelmir Santana
Reduzir e reciclar
15/05/2017
Os brasilienses produzem cerca de 9 mil toneladas de lixo por dia. Resíduo que era depositado no Lixão da Estrutural durante mais de 50 anos. Com a inauguração do aterro sanitário de Samambaia, em janeiro, 30% do total de lixo produzido passou a ir para lá. O restante, ainda é levado à Estrutural, onde passa por triagem dos catadores cadastrados. O GDF anunciou que a desativação total do Lixão da Estrutural será em outubro. Para isso, alugará quatro galpões, ao custo de R$ 30 mil mensais cada, para alocar os catadores. Cada galpão abrigará 140 catadores.

A questĂŁo passou a ser tambĂ©m social, pois há cerca de 2 mil famĂ­lias que sobrevivem da coleta de lixo e apenas 900 catadores foram cadastrados atĂ© o momento para receber R$ 300 por mĂŞs. Agora, o governo terá 
que rever os processos para expandir a coleta seletiva das atuais 15 para as 31 regiões administrativas até outubro.

A logística reversa é um dos instrumentos para aplicação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos. O Senac e o Sesc do DF implantaram em 2015, ações de logísticas reversa, previstas na Política Nacional de Resíduos Sólidos, como recolhimento e devolução para o fabricante dos cartuchos de impressora usados.

O caminho é longo, mas reduzir a quantidade de lixo produzida já é um início. E o mais importante, o brasiliense tem que se conscientizar de que é preciso separar para reciclagem tudo o que puder ser reciclado. O lixo que geramos é problema de todos.

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO