Dando Risadas
Nena Medeiros
NO CEARÁ NÃO TEM DISSO NÃO
Felicidade se acha é em horinhas de descuido Guimarães Rosa
24/07/2017
Londres, agosto de 2012. Aficionado por esportes, desses que passa o final de semana inteirinho na frente da televisão, acompanhando todos os campeonatos e torneios pelo mundo, Roque não podia conter a alegria quando a esposa aceitou sua proposta de torrarem as economias na viagem para acompanharem os Jogos Olímpicos. Em compensação, prometeu a ela que fariam muitas compras, nem que pegassem empréstimo depois, para pagar tudo.

Quando chegaram, fizeram logo amizade com um dos empregados do hotel, que os levou a um comércio mais afastado, desconhecido dos visitantes e com melhores preços. Na manhã da abertura dos jogos, ainda perambulavam pelas ruas carregados de sacolas, quando viram caminhando à sua frente, um rapazote magricelo usando botas pretas de cano longo, shorts jeans muito curtos com a barra desfiada, uma blusinha rosa choque justinha e uma bolsa vermelha, grande. Ele rebolava, quase dançando, numa passada que contrastava totalmente com o pisar retilíneo dos ingleses, maioria ali naquele bairro que parecia alheio aos jogos e à invasão de estrangeiros na cidade.

Roque cantarolou para a esposa, certo de que não seria entendido:

- No Ceará não tem disso não, tem disso não, tem disso não...

O rapaz virou-se para trás, radiante:

- Ai, mélldéllss!!! Vocês são brasileiros!

E lançou-se sobre eles, braços abertos, quase em lágrimas:

- Ô, saudade do meu Cariri!!!
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO