Espaço Aberto
Edson de Castro
As lições da Copa
03/07/2018
?A Copa do Mundo, maior competição esportiva do planeta, superando inclusive as Olimpíadas, produz efeitos singulares no comércio varejista brasileiro. Em dias de jogos da Seleção Brasileira, e isso ocorre sempre a cada quatro anos, os consumidores, em sua esmagadora maioria, só compram alimentos indispensáveis e bebidas.

Assim, as vendas no comércio têm expressiva queda que oscila entre 15% e 50% dependendo do segmento. Sabe-se que os setores mais prejudicados são os de joalherias, roupas sob encomenda e móveis. Afinal, salvo raríssimas exceções, quem compra uma jóia em dia de jogo do Brasil, com a adrenalina a mil?

Entidades que pesquisam o comportamento do comércio e dos consumidores em todo o país estimam que, em anos de Copa do Mundo, as vendas caem durante o mês da competição algo em torno de 8% no varejo brasileiro.

Nesta Copa do Mundo de 2018, faltaram camisetas oficiais da Seleção Brasileira, mas sobraram vuvuzelas, calções, bandeiras, bandeirolas, apitos e outros artigos que fazem a festa da torcida. A greve dos caminhoneiros atrapalhou o atendimento dos pedidos que milhares de lojas fizeram aos fabricantes.

Mudando de assunto. A proximidade das eleições de outubro é uma excelente oportunidade para que os eleitores debatam com candidatos os principais problemas que atingem o Distrito Federal.

Segurança, transporte público, saneamento,  recuperação da avenida W3 Sul e equipamentos para a rede pública de hospitais e o nível das barragens do Descoberto e de Santa Maria são alguns dos principais temas que atormentam quem vai votar para renovar a Câmara Legislativa ou para a escolha do ocupante do Palácio do Buriti a partir de 1º de janeiro de 2019.

O eleitor espera que a representação do Distrito Federal na Câmara dos Deputados e no Senado seja mais atuante na defesa dos postulados da população.
Por ser há 58 anos a capital de todos os brasileiros, Brasília deve ser um exemplo para as demais unidades da Federação em termos de serviços públicos. No início de Brasília, aqui tudo – ou quase tudo – funcionava.
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO