Espaço Aberto
Edson de Castro
Frio ajuda o comércio
20/06/2017
O inverno começa nesta quarta-feira, dia 21, mas no Distrito Federal as baixas temperaturas de até 11 graus durante a madrugada têm causado, desde o início do mês, aumento de 2% nas vendas de cobertores, mantas, edredons e outros agasalhos.

Em junho de 2016, entre os dias 1º e 17, o percentual de expansão das vendas foi de 1,5%, mas os 2% de agora podem indicar que os termômetros descerão ainda mais, o que deixa muitos lojistas otimistas. Além disso, a queda da inflação e dos juros ajuda os consumidores na hora de comprar pelo crediário.

Levantamento feito pelo Sindicato do Comércio Varejista do DF – Sindivarejista –, indica que lojas especializadas em confecções são as mais procuradas por quem deseja comprar agasalhos para fugir do frio. 

Há casacos com preços variando entre R$ 90 e R$ 250, dependendo da qualidade da lã ou do nylon. Os preços dos cobertores e edredons dependem do tamanho e da qualidade.

As compras são pagas em sua maioria – 85% – com cartões de crédito ou de débito, sinalizando que o consumidor deseja ter mais prazo para pagar a fatura do cartão, embora com juros perto de 420% ao ano.

Paralelamente ao frio, a seca vem aumentando. A umidade relativa do ar nos últimos dias tem oscilado entre 38% e 42%, mas a tendência é de queda porque a seca vai se acentuar até setembro. 

Desde o início de junho, cresceu a procura por cremes hidrantes e óleos para o corpo vendidos no comércio do Plano Piloto e cidades-satélites.

Nesta época do ano, os mais de três milhões de habitantes do DF devem cuidar mais da pele usando cremes hidratantes e protetores que evitam raios do sol, que castigam a pele. 

Lamentavelmente, também nesta época do ano são registrados muitos incêndios à beira de pistas asfaltadas porque há motoristas no mínimo mal informados que teimam em jogar pontas acesas de cigarro no mato. 

É incêndio certo com prejuízo para a fauna e flora e danos ao organismo humano. Uma atitude lamentável sob todos os aspectos. Um flagrante desrespeito ao meio ambiente do qual tanto necessitamos para viver bem.

Pior do que isso é soltar balões juninos que podem causar acidentes aéreos de graves proporções. Todo cuidado é pouco. Há que se ter mais bom senso e educação em benefício de todos.

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO