Espaço Aberto
Edson de Castro
O PIB ajuda o governo
06/03/2018
?Enfim, uma excelente not√≠cia para a economia. O Produto Interno Bruto ‚Äď a soma de todas as riquezas produzidas no pa√≠s ‚Äď fechou o ano de 2017 com crescimento de 1% na compara√ß√£o com 2016. 

Em valores correntes, o valor do PIB no ano passado atingiu R$ 6,6 trilh√Ķes.

Foi, de fato, uma notícia positiva, divulgada há menos de oito dias em Brasília, porque se deve considerar que em 2015 e 2016 o PIB ficou negativo em 3,5%, representando menos empregos e mais inflação, entre outros fatores.

Agora, somente a agropecu√°ria, com desempenho excepcional de 13%, impulsionou o PIB. Houve, ainda, estabilidade nas ind√ļstrias e expans√£o de 0,3% no setor de servi√ßos.

O resultado da agropecuária foi o melhor em toda a série, iniciada em 1996. O PIB per capita subiu 0,2% em termos reais, ficando em R$ 31,587. A taxa de investimento no ano foi de 15,6% do PIB, abaixo dos 16,1% de 2016. Já a taxa de poupança aumentou, indo de 13,9% em 2016 para 14,8% em 2017.

Com o Produto Interno Bruto brasileiro positivo, a economia do pa√≠s passa a ser vista sob outra √≥tica pela comunidade econ√īmica mundial, sobretudo, a dos investidores. 

O momento é positivo para o Brasil e, certamente, o Palácio do Planalto e o Ministério da Fazenda saberão ocupar os espaços que se abrem.

O presidente Michel Temer, por exemplo, deu declara√ß√Ķes dizendo que o resultado do PIB permite a cria√ß√£o de pelo menos 3 milh√Ķes de empregos em 2018. Nada mais auspicioso num pa√≠s com 12,5 milh√Ķes de desempregados. 

O total de desocupados precisa ser reduzido mediante a criação de postos de trabalho de Norte a Sul do país.

Temer frisou que, ao longo dos √ļltimos anos, a ind√ļstria vem se recuperando e o com√©rcio varejista passou a vender bem mais. Ele lembrou em boa hora que o Natal registrou vendas com expans√£o de 5,5% em todo o Pa√≠s, significando mais empregos e renda.

Aqui em Bras√≠lia, depois do resultado positivo do PIB, tem-se outro dado digno de comemora√ß√£o. √Č que os n√≠veis das barragens de Santa Maria e do Descoberto est√£o perto de atingir 60%, o que pode determinar o fim do racionamento de √°gua.

O governador Rodrigo Rollemberg vem adotado medidas para evitar racionamento a partir de 2019, mas nota-se ser ele um pol√≠tico de sorte porque as chuvas t√™m contribu√≠do para a eleva√ß√£o dos n√≠veis das barragens. 

Falta grande parte da população se conscientizar e deixar de gastar água de forma infantil como, por exemplo, deixando a torneira aberta enquanto escova os dentes. Uma lição simples e fácil de ser seguida.

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO