ONs e OFFs
Sandro Gianelli
Ons & Offs
02/05/2018
Matéria requentada

A Procuradoria Geral da República pediu a condenação do deputado federal Alberto Fraga, presidente do Democratas do DF e pré-candidato ao Senado. Para Fraga, a matéria é requentada. "...só me dá a certeza da minha absolvição. E como o Ministério Público (MP) não tem provas, usa essa metodologia rasteira para causar indignação pública".


[Alberto Fraga, deputado federal / Reprodução da internet] 


Sem provas

Fraga afirmou que não há provas que sustente a acusação do MP. E mais, disse que a acusação foi feita de forma leviana e irresponsável. Segundo Fraga, a ação do MP tem o intuito de saciar a sede de notícias que denigram a imagem dos políticos. "Os vídeos que a Globo adquiriu com exclusividade foram gravados por mim", disse Fraga.

 

Perguntar não ofende

"Acha que seria estúpido ao ponto de produzir provas contra mim mesmo?"

Deputado Federal Alberto Fraga (DEM).

 

Comando novo

A Defensoria Pública do Distrito Federal será comandada por uma mulher. Maria José Silva Souza de Nápolis tomará posse como Defensora Pública-Geral, na tarde de hoje (2), às 14 horas, no Palácio do Buriti, no Salão Branco. Maria esta na Defensoria Pública do DF desde 2007.

 

Senadoras 1

As mulheres perderam o medo e pretendem ocupar espaços mais altos na política. Para se ter uma ideia, o Distrito Federal nunca elegeu uma senadora. Nas eleições de 2018, alguns nomes de mulheres começam a aparecer como pré-candidatas ao Senado.

 

Senadoras 2

Um destes nomes é o da presidente do Partido da Mulher Brasileira (PMB), Léia Santos. Além de Léia, a ex-secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão do GDF Leany Lemos já colocou o nome a disposição. Outro nome sempre cogitado para a disputa é da ex-secretária de Esporte, Turismo e Lazer Leila do Vôlei.

 

Nota 10

A deputada distrital Luzia de Paula não descansa nem no dia do trabalho. Durante todo o dia de ontem (1º), a parlamentar reuniu centenas de pessoas para avaliar os trabalhos realizados por seu mandato. Em resumo, mais de 50 Leis aprovadas e cerca de 150 obras de construção ou reforma de espaços públicos realizadas com a destinação de emendas de sua autoria.

 

Eleições 2018: Conheça as principais mudanças na legislação eleitoral referentes a internet

Com o aumento de pessoas com acesso a internet e a popularização das mídias sociais, a tendência é que a web influencie cada vez mais as eleições. A relevância da internet nas eleições de 2018 é tamanha, que até a legislação foi alterada para o uso da internet no processo eleitoral.

A partir desta eleição será permitido o impulsionamento de conteúdo nas mídias sociais. Os candidatos poderão pagar para que Facebook e Instagram aumentem a visibilidade e o alcance de suas publicações.

Os candidatos também poderão pagar para buscadores, como o Google, para terem seu nome aparecendo entre os primeiros resultados nas pesquisas orgânicas.

Não será permitida a publicidade online no dia da eleição, tanto nas mídias sociais, quanto nos buscadores. Os gastos na internet devem ser declarados na Justiça Eleitoral, os limites variam dependendo do cargo disputado.

A utilização de perfis e páginas falsas (Fake News), assim como o uso de robôs estão proibidos. Não é permitido impulsionar propaganda ou anúncio visando denegrir a imagem dos candidato.

Na TV e no rádio é comum que os candidatos tenham direito de resposta. A regra passa a valer também para a internet. Cuidado ao citar um adversário, se ele ganhar o direito de resposta, você terá que dar o mesmo impulsionamento utilizado contra ele.

A ideia da nova regulamentação é transformar a disputa eleitoral em algo mais transparente, correto e acessível a todos os candidatos.


[Conheça as principais mudanças na legislação eleitoral referentes a internet - Reprodução da internet] 

ENTORNO

Representante do Entorno

A região do Entorno pode finalmente ter um representante como vice-governador do Estado de Goiás. Na eleição de 2010, o então deputado federal Marcelo Melo, na época filiado ao PMDB, foi candidato a vice-governador na chapa de Iris Rezende. O PMDB foi derrotado por Marconi Perillo (PSDB).

 

Majoritária governista

Durante as prévias das eleições de 2018 vários nomes despontaram como possíveis pré-candidatos a vice-governador na chapa dos tucanos. Na cabeça, o candidato será o governador José Eliton (PSDB), que concorrerá a reeleição. Vários nomes apareceram como de Hildo do Candango, Leda Borges e Célio Silveira. Porém ainda não houve qualquer definição.

 

Majoritária oposicionista

Outro nome da região tem sido cotado para a disputa. Desta vez na chapa do Senador Ronaldo Caiado. Rosi Guimarães e moradora de Planaltina Goiás e atualmente preside o Partido da Mulher Brasileira (PMB) de Goiás. Rosi é professora, moradora do Entorno e mulher, se confirmada, não faltará bandeiras para que a pré-candidata a vice-governadora defenda.


[Rosi Guimarães e Ronaldo Caiado / Reprodução da internet]

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO