Apresentado na Chape, Márcio Araújo diz não ligar para críticas e agradece Fla
19/01/2018 21h20
Apresentado na Chapecoense nesta sexta-feira, o volante Márcio Araújo, muito criticado pela torcida do Flamengo no período em que esteve no clube carioca, disse que as críticas não foram a razão dele ter deixado o Rio de Janeiro e que a decisão foi exclusivamente dele.

"A saída do Flamengo foi uma opção minha. Tinha quatro anos de casa, conhecido todo mundo, participado de várias partidas e isso me deu a experiência de jogar em um clube que na infância era torcedor. Foi a realização de um sonho. Tudo tem seu fim. Achei melhor sair, independente de torcida ou não. Desde que cheguei tive que enfrentar tudo isso, mas nunca me desmotivei e nem foi motivo para pensar em sair", revelou o volante.

Aos 33 anos, o novo volante da Chapecoense crê que, mesmo não sendo unanimidade entre a torcida, marcou história no Flamengo e agradeceu o tempo que passou na equipe rubro-negra.

"São poucos jogadores que ficam tanto tempo em um clube e consegui fazer isso lá, mais de 200 jogos. Sou muito grato a todos os torcedores, amigos que fiz lá. O que marca em uma passagem no clube são as amizades que a gente deixar, o profissionalismo que a gente entrega para o clube, o retorno que dá. Isso fica marcado nas pessoas e acho que, nos quatro anos que passei lá, eu marquei" analisou.

Titular em muitas partidas no Flamengo, especialmente com o técnico Zé Ricardo, Márcio Araújo chegou ao clube carioca em 2014, ano em que ficou marcado por marcar o gol do título do Campeonato Carioca. No total, foram 209 partidas e três gols marcados.

Com o nome já publicado no BID da CBF, Márcio Araújo pode estrear com a camisa da Chapecoense já neste domingo, quando a Chapecoense enfrenta o Internacional, de Lages (SC), pela segunda rodada do Campeonato Catarinense.

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO