Paratletas s√£o afastadas da sele√ß√£o ap√≥s den√ļncia de abuso sexual
13/06/2018 15h10
Tr√™s atletas da sele√ß√£o brasileira de Basquete em Cadeira de Rodas foram afastadas pela Confedera√ß√£o Brasileira da categoria ap√≥s den√ļncia de abuso sexual contra uma de suas companheiras de equipe. Lia Martins, Geisa Vieira e Denise Eus√©bio teriam cometido o ato em fevereiro do ano passado, mas apenas neste ano a den√ļncia foi feita por uma jogadora que pediu para n√£o ser identificada.

A entidade emitiu nota assinada pelo seu presidente, Valdir Soares de Moura, para comentar o ocorrido. "Decidimos pelo afastamento das atletas mencionadas com o objetivo de resguardá-las e de garantir o direito de defesa, assegurando o tempo para esclarecimento e apuração dos fatos, dependendo do resultado poderão ou não voltar a defender nossa seleção. Diante do exposto, vimos informá-los da nossa decisão e fazemos votos de que tudo se esclareça da melhor forma".

O caso aconteceu durante um treino no alojamento da equipe Gladiadoras/Gaadin (Grupo de Ajuda dos Amigos Deficientes de Indaiatuba), na cidade de Indaiatuba, interior de São Paulo. A vítima contou que as três afastadas usaram um pênis de borracha para abusá-la sexualmente. Ela teria sido retirada à força da cadeira de rodas, jogada no chão e suas roupas foram tiradas. A coordenadora do time, Gracielle Silva, aparece segurando a vítima e fotos do abuso circularam em diversos grupos de Whatsapp. Gracielle se suicidou no dia 29 de maio.

Lia admitiu que houve o ato, mas disse que tudo n√£o passou de uma brincadeira. "Foi uma brincadeira de mau gosto e agora vai destruir a minha vida", falou a atleta. "A gente sempre falava essas besteiras e d√°vamos risadas. Mas ela (a v√≠tima) dizia que n√£o precisava de pinto de borracha nas suas rela√ß√Ķes. O objeto √© meu, e eu n√£o tive a inten√ß√£o de machuc√°-la", completou.

Lia é a principal atleta da seleção. Ela disputou as paralímpiadas no Rio, em 2016 (Geisa também fez parte do time), a de Londres, em 2012, e a de Pequim, em 2008. Ela já foi vencedora do Prêmio Brasil Paralímpico em 2011, 12 e 15. Pela seleção, foi campeã sul-americana, das Américas e medalha de bronze nos Parapans de Guadalajara e Toronto.

A v√≠tima deixou o time de Indaiatuba neste ano e n√£o prestou queixa anteriormente por receio de repres√°lia. Ainda de acordo com a reportagem, a atleta iria prestar queixa em uma delegacia h√° tr√™s semanas, mas teve um problema de sa√ļde e est√° se

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO