Sob vaias, Vasco empata com Ceará em casa e continua próximo do rebaixamento
20/08/2018 22h02
O Vasco ficou no empate por 1 a 1 com o Ceará nesta segunda-feira, em São Januário, no encerramento da última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O resultado irritou os torcedores do time carioca, que vaiaram a equipe após o apito final e cantaram "time sem vergonha".

Além do fraco futebol apresentado, a irritação da arquibancada vem pela posição da equipe na tabela de classificação. O Vasco está em 15º lugar, com 20 pontos, a apenas um da zona de rebaixamento. Os visitantes estão em penúltimo, com 17.

Vale lembrar que o time carioca encerra a metade inicial da competição com duas partidas a menos. A equipe teve adiados os jogos contra o Santos, pela terceira rodada, e Atlético-PR, pela 15ª. O duelo contra os paulistas será em 27 de setembro, no Pacaembu. O confronto contra os paranaenses foi remarcado para 29 de agosto, na Arena da Baixada.

O Vasco estreia no segundo turno do Brasileirão contra o Atlético-MG nesta quinta-feira, às 20h, no estádio Independência, em Belo Horizonte. O Ceará já atuou pela 20ª rodada, empatou por 1 a 1 com o Santos em jogo antecipado. Com isso, a equipe volta a campo apenas no domingo, contra o São Paulo, no Morumbi, pela 21ª rodada.

O duelo desta segunda-feira foi o primeiro do interino Valdir Bigode no comando da equipe após a saída de Jorginho. E para essa partida ele tentou deixar o Vasco mais ofensivo, com apenas um volante de origem, Desábato. Ainda mandou Wagner na vaga de Andrey e promoveu a estreia do argentino Maxi López como titular - ele entrou no segundo tempo do jogo contra o Palmeiras.

As mudanças surtiram efeito, já que os dois participaram da jogada do gol do time carioca. No segundo tempo, Maxi López tocou e Wagner fez. Mas o Ceará reagiu e deixou tudo igual com Tiago Alves. O Vasco ainda ficou com um jogador a mais nos dez minutos finais após a expulsão de Samuel Xavier, mas não conseguiu aproveitar a vantagem.

O JOGO - No primeiro tempo o Vasco encontrou dificuldade para furar a retranca do Ceará. E para piorar viu o adversário equilibrar a partida e também criar chances para abrir o marcador. O time carioca foi assustar mesmo em jogadas de bola parada. Wagner sobrou a primeira falta e Everson fez a defesa. Na outra, Pikachu bateu, a bola desviou na barreira, Giovanni Augusto chutou, houve nove desvio e o goleiro fez a defesa.

O Ceará respondeu e quase fez o primeiro. Arthur errou o voleio, mas a bola sobrou para Richardson, que bateu cruzado com perigo. Por causa da falta de agressividade do setor ofensivo, os jogadores do Vasco desceram para o vestiário sob vaias dos torcedores.

No segundo tempo, o Vasco tentou encurralar o adversário e voltou a assustar em bola parada. Pikachu bateu por cima da meta de Everton. O gol saiu aos 14 minutos graças a uma falha do zagueiro Luiz Otávio. Ele tentou afastar de cabeça, mas mandou a bola para a própria área. Maxi López dominou e rolou para Wagner, que bateu colocado no ângulo esquerdo de Everson, que nem se mexeu.

Na sequência, o time carioca perdeu ótima oportunidade para ampliar. Após cruzamento da direita, Giovanni Augusto apareceu livre na segunda trave e cabeceou no canto direito. Everson fez milagre. O Ceará então foi ao ataque e encontrou o empate. Ricardinho cobrou escanteio e Tiago Alves mandou de cabeça para as redes.

A dez minutos do final, o Vasco ficou com um jogador a mais. Samuel Xavier cometeu falta dura em Vinicius Araujo, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso de campo. O Vasco então foi para o tudo ou nada e pressionou. Mas a melhor chance veio somente nos acréscimos. Pikachu tocou para Vinicius Araujo, que driblou o goleiro e, sem ângulo, rolou fraco para o gol. O zagueiro salvou.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 X 1 CEARÁ

VASCO - Martín Silva; Luiz Gustavo, Bruno Silva, Leandro Castán (Lenon) e Ramon (Henrique); Desábato, Yago Pikachu, Giovanni Augusto e Thiago Galhardo; Wagner (Vinícius Araújo)e Maxi López. Técnico: Valdir Bigode.

CEARÁ - Éverson; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e João Lucas; Richardson, Edinho e Ricardinho; Calyson (Reina), Arthur (Fabinho) e Leandro Carvalho (Felipe Azevedo). Técnico: Lisca.

GOL - Wagner, aos 14, e Tiago Alves, aos 20 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Vinícius Gonçalves Dias Araujo (SP)

CARTÃO AMARELO - Maxi López (Vasco); Vinicius Araujo (Ceará).

CARTÃO VERMELHO - Samuel Xavier (Ceará)

PÚBLICO - 15.093 pagantes (15.589, no total)

RENDA - R$ 378.105,00

LOCAL: Estádio São Januário, no Rio.

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO