Uefa arquiva investigação contra o PSG por desrespeito ao Fair Play Financeiro
13/06/2018 14h14
A Uefa comunicou que o Paris Saint-Germain cometeu um "desvio aceit√°vel" e n√£o ser√° punido por desrespeito ao Fair Play Financeiro. Antes do an√ļncio, a C√Ęmara de Investiga√ß√£o do Controle Financeiro dos Clubes da Uefa (CFCB) analisou as opera√ß√Ķes do clube feitas nos anos de 2015, 2016 e 2017.

A entidade que dirige o futebol europeu afirmou que uma investiga√ß√£o do √≥rg√£o concluiu que o PSG inflou o valor divulgado de contratos de patroc√≠nio, entre eles os firmados com o governo do Catar, com quem os donos do clube t√™m liga√ß√Ķes estreitas.

Entretanto, mesmo admitindo esta manobra financeira, a Uefa entendeu que o clube agiu de uma forma que p√īde ser considerada "aceit√°vel".

De acordo com o di√°rio franc√™s L'Equipe, por√©m, o PSG dever√° receber dos seus propriet√°rios ou outras fontes de renda o aporte de 60 milh√Ķes de euros (cerca de R$ 262 milh√Ķes) para equilibrar as finan√ßas em caixa, sob o risco de ser punido se n√£o cumprir a determina√ß√£o at√© o fim de junho.

De acordo com as regras de Fair Play Financeiro da Uefa, um clube n√£o pode gastar mais de 5 milh√Ķes de euros (cerca de R$ 22 milh√Ķes) do que arrecadou no √ļltimo tri√™nio. Um dono de clube pode dar garantias financeiras para extrapolar esse limite, mas o gasto n√£o poderia passar de 30 milh√Ķes de euros (aproximadamente R$ 131 milh√Ķes).

Na √ļltima temporada, o PSG pagou 222 milh√Ķes de euros (algo em torno de R$ 822 milh√Ķes na √©poca) s√≥ em Neymar. Outra contrata√ß√£o feita em 2017 foi a de Kylian Mbapp√©, sob o regime de empr√©stimo e consumada em definitivo a partir da pr√≥xima temporada, que custou 180 milh√Ķes de euros (cerca de R$ 785 milh√Ķes) entre pagamento fixo e aditivos que dependem de metas a serem alcan√ßadas pelo jogador.

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO