Alimentos mais baratos desaceleram infla√ß√£o da 3¬™ idade no 3¬ļ tri, diz FGV
Daniela Amorim
Rio
11/10/2018 11h23
A inflação sentida pela população idosa desacelerou o ritmo de alta de 2,30% no segundo trimestre para 0,69% no terceiro trimestre, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O √ćndice de Pre√ßos ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a varia√ß√£o da cesta de consumo de fam√≠lias majoritariamente compostas por indiv√≠duos com mais de 60 anos de idade, acumulou uma alta de 5,15% em 12 meses.

Com o resultado, a varia√ß√£o de pre√ßos percebida pela terceira idade ficou acima da taxa de 4,64% acumulada em 12 meses pelo √ćndice de Pre√ßos ao Consumidor - Brasil (IPC-BR), que apura a infla√ß√£o m√©dia percebida pelas fam√≠lias com renda mensal entre 1 e 33 sal√°rios m√≠nimos.

Cinco das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais baixas. A principal contribuição partiu do grupo Alimentação, que passou de alta de 2,50% no segundo trimestre para uma queda de 1,57% no terceiro trimestre, com destaque para o item hortaliças e legumes, que saiu de 12,31% para -31,93% no período.

Os demais decr√©scimos ocorreram nos grupos Habita√ß√£o (de 3,08% para 1,74%), Sa√ļde e Cuidados Pessoais (de 2,55% para 1,20%), Transportes (de 2,39% para 0,73%) e Vestu√°rio (de 1,05% para -0,55%).

Os itens de destaque foram tarifa de eletricidade residencial (de 13,97% para 5,27%), medicamentos em geral (de 3,17% para 0,47%), gasolina (de 7,83% para 1,79%) e roupas (de 1,26% para -1,01%).

Na direção oposta, houve aceleração nos grupos Educação, Leitura e Recreação (de -0,98% para 2,21%), Comunicação (de 0,09% para 0,22%) e Despesas Diversas (de 0,35% para 0,66%), sob influência de itens como excursão e tour (de -4,29% para 7,40%), tarifa de telefone residencial (de -1,41% para 0,00%) e cigarros (de 0,01% para 2,63%).

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO