Brasil saúda Bachelet como Alta Comissária da ONU para Direitos Humanos
Lu Aiko Otta
Brasília
10/08/2018 17h12
O governo brasileiro saudou a aprovação, pela Assembleia Geral das Nações Unidas, da indicação da ex-presidente do Chile Michele Bachelet para o cargo de Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos. Ela assumirá o posto no dia 1º de setembro.

Michele é "reconhecida por sua experiência na área de direitos humanos", diz nota divulgada nesta sexta-feira, 10, pelo Itamaraty.

Ela acrescenta que a chilena foi a primeira diretora-executiva da ONU Mulheres, "organização na qual se empenhou para fazer avançar o tema da igualdade de gênero."

E que, com formação de pediatra, lidera também uma aliança internacional para a saúde materna e infantil.

"O governo brasileiro confia na capacidade de Michelle Bachelet de lidar com os desafios que se apresentam ao sistema internacional de direitos humanos e oferece seu apoio para que cumpra, com êxito, seu mandato como Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos", conclui a nota.

Na quinta-feira, após receber o chanceler do Chile, Roberto Ampuero, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, afirmou que Michele Bachelet era uma "excelente escolha" para o posto na ONU. "É uma pessoa que tem autoridade moral e integridade política para fazer um excelente trabalho", afirmou.

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO