CVM condena ex-diretor da Forjas Taurus por insider
Renata Batista
Rio
15/07/2018 18h58
A Comiss√£o de Valores Mobili√°rios (CVM) condenou Edair Deconto, ex-diretor n√£o estatut√°rio da Forjas Taurus e membro do Comit√™ de Auditoria e Riscos da companhia, a multa de R$ 200 mil. Ele foi acusado de negociar a√ß√Ķes da empresa de posse de informa√ß√Ķes privilegiadas. Esse √© um dos Processos Administrativos Sancionadores (PAS) relacionados √† venda do controle da SM Metalurgia para a Renill Participa√ß√Ķes.

A investiga√ß√£o realizada pela Superintend√™ncia de Rela√ß√Ķes com Empresas mostrou que Deconto negociou a√ß√Ķes da Forjas Taurus entre os dias 5 e 16 de julho de 2013, sabendo que a Renill n√£o quitaria uma d√≠vida de R$ 115 milh√Ķes, referente a uma parcela do neg√≥cio. A defesa alegou que ele n√£o exercia o cargo de diretor estatut√°rio e, por isso, n√£o detinha informa√ß√Ķes privilegiadas nem estava proibido de negociar. O relat√≥rio do PAS mostra que, na √©poca, a diretora de rela√ß√Ķes com investidores da pr√≥pria companhia fez circular um memorando no qual declarava que, desde 5 de julho, os membros da administra√ß√£o detinham informa√ß√Ķes privilegiadas. Al√©m disso, como membro do Comit√™ de Auditoria e Riscos, o acusado tinha status de estatut√°rio.

No voto, o diretor-relator, Gustavo Borba, rejeitou ainda a alegação da defesa de que haveria conexão do processo com o PAS RJ2014/13977, que trata da própria operação de venda da SM Metalurgia. Segundo ele, "a negociação como insider prescinde da atuação do Acusado na modelagem do negócio, mas apenas a ciência, no momento da negociação, do fato relevante não divulgado".

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO