Favreto quis favorecer Lula, sustenta PGR
12/07/2018 11h41
A procuradora-geral Raquel Dodge afirmou que o desembargador Rogério Favreto "pretendeu favorecer" o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao conceder habeas corpus ao petista neste domingo, 8. Ela enviou nesta quarta-feira, 11, ao Superior Tribunal de Justiça pedido de abertura de inquérito judicial contra o magistrado do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) Rogério Favreto, pelo crime de prevaricação.

Raquel Dodge diz entender que o magistrado agiu fora da sua competência ao conceder liminar em habeas corpus ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O STJ é a Corte competente para julgar supostos crimes de desembargadores.

A PGR também enviou ao Conselho Nacional de Justiça reclamação disciplinar contra o desembargador do TRF-4 em que pede sua aposentadoria compulsória.

Plantonista do Tribunal Regional Federal da 4¬™ Regi√£o, Favreto expediu no domingo passado, dia 8, duas decis√Ķes que mandavam soltar Lula, posteriormente derrubadas pelo presidente da Corte, Thompson Flores, e pelo relator da Lava Jato, Jo√£o Pedro Gebran Neto.

Ao STJ, a procuradora-geral afirma que vê partidarismo na decisão de Favreto e menciona que o desembargador já foi filiado ao PT, além de assessor da Casa Civil no Governo Lula.

Defesa

O desembargador Rog√©rio Favreto afirmou que n√£o vai se manifestar e que ainda n√£o teve ci√™ncia do conte√ļdo das representa√ß√Ķes da PGR.

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO