Gás clorino provavelmente foi utilizado em ataque na Síria, diz Opaq
AP
Haia
16/05/2018 14h00
A Organiza√ß√£o para a Proibi√ß√£o de Armas Qu√≠micas (Opaq) informou nesta quarta-feira, 16, que g√°s clorino provavelmente foi usado como arma qu√≠mica na cidade de Saraqeb, na Prov√≠ncia de Idlib, norte da S√≠ria, em fevereiro deste ano. Este √© relat√≥rio mais recente sobre o uso de gases t√≥xicos no pa√≠s e, apesar de detalhado, o documento n√£o informa qual lado do conflito utilizou a subst√Ęncia.

No texto, a Opaq afirma que "clorino foi liberado a partir de cilindros de impacto mec√Ęnico no bairro de Saraqeb, em Al-Talil". No dia 4 de fevereiro, o grupo de busca e resgate Capacetes Brancos e uma institui√ß√£o m√©dica de caridade relataram que v√°rias pessoas sofreram com dificuldades respirat√≥rias ap√≥s um ataque qu√≠mico na regi√£o.

À época, as equipes disseram que três de seus socorristas e outros seis funcionários também apresentaram os mesmos sintomas. A Sociedade Médica Sírio-Americana afirmou que seus hospitais em Idlib trataram 11 pacientes por suspeita de intoxicação por gás clorino.

A Opaq destacou que seus investigadores produziram o relat√≥rio com base em evid√™ncias, incluindo "a presen√ßa de dois cilindros, que cujo conte√ļdo anterior foi determinado como cloro; depoimentos de testemunhas; amostras ambientais que demonstraram a presen√ßa incomum de clorino e o n√ļmero de pacientes que buscaram atendimento logo ap√≥s o ataque, com sintomas consistentes de exposi√ß√£o ao clorino e outros produtos qu√≠micos".

Saraqeb fica em Idlib, um reduto de rebeldes e oposicionistas ao governo do presidente Bashar Assad. A província também é lar de militantes ligados à Al-Qaeda. Esta mesma cidade já foi alvo de outros supostos ataques químicos em 2016 e 2013. A investigação sobre armas químicas em Saraqeb ocorre paralelamente à investigação sobre outro ataque na Síria, na cidade de Duma, perto da capital Damasco, em abril, que matou ao menos 40 pessoas.

O ataque causou uma retalia√ß√£o de EUA, Fran√ßa e Reino Unido, que culparam o governo e lan√ßaram ataque a√©reo a instala√ß√Ķes militares no territ√≥rio s√≠rio. As for√ßas de Assad foram repetidamente acusadas de usar armas qu√≠micas contra civis durante o conflito, iniciado em 2011, mas o regime nega tais alega√ß√Ķes. Os rebeldes tamb√©m foram acusados de utilizar gases t√≥xicos.

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO