Ministro do TSE manda retirar do ar notícia falsa sobre Haddad
Amanda Pupo
Brasília
11/10/2018 21h56
O ministro Carlos Horbach, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que seja retirada do ar informa√ß√£o falsa divulgada nas redes sociais pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC), que √© filho do presidenci√°vel Jair Bolsonaro (PSL). O pedido foi feito pela Coliga√ß√£o 'O Povo Feliz de Novo', do candidato √† presid√™ncia da Rep√ļblica pelo PT, Fernando Haddad, alvo da publica√ß√£o.

A postagem divulgada pelo vereador afirma que, logo ap√≥s a visita de Haddad ao ex-presidente Luiz In√°cio Lula da Silva (PT) na pris√£o, em Curitiba, na √ļltima segunda, 8, o candidato do PT teria declarado que ele e Lula subiriam juntos a rampa do Pal√°cio do Planalto na cerim√īnia de posse, se eleito, no dia 1¬ļ de janeiro de 2019.

A declara√ß√£o foi compartilhada junto de v√≠deo antigo de Haddad. "Examinando o material questionado, √© f√°cil verificar que as postagens expressamente afirmam que Fernando Haddad, ap√≥s a mencionada visita, teria declarado que Luiz In√°cio Lula da Silva seria presidente da Rep√ļblica e que subiriam juntos a rampa do Pal√°cio do Planalto em 1¬ļ de janeiro de 2019, apresentando vers√£o editada do v√≠deo, da qual n√£o se percebe o contexto original em que produzido", descreve.

"Desse modo, ainda que o v√≠deo seja verdadeiro e contenha declara√ß√Ķes reais de Fernando Haddad, sua utiliza√ß√£o √© descontextualizada, de modo a transmitir ao eleitor informa√ß√£o equivocada, induzindo-o a percep√ß√Ķes potencialmente lesivas aos representantes", afirma Horbach na decis√£o, assinada nesta quarta-feira, 10.

Segundo o ministro, a capacidade de "desinformação" do material é reforçada por ter sido divulgada pela página do PSL do Rio de Janeiro no Facebook, e pelo perfil de Carlos no Twitter.

Horbach lembra que o PSL do Rio publicou no Facebook uma correção, esclarecendo que o vídeo não havia sido produzido no dia 8 de outubro, mas sim anteriormente. No entanto, ressalta que os links com a postagem original continuam ativos.

Por isso, tanto o Facebook como o Twitter t√™m at√© 48 horas para removerem os conte√ļdos do ar.

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO