Para Bruno Covas, eleitor paulista precisa 'lembrar quem é Geraldo Alckmin'
Daniel Weterman
S√£o Paulo
11/07/2018 16h43
Escolhido pelo ex-governador Geraldo Alckmin para coordenar a campanha presidencial do tucano em S√£o Paulo, o prefeito da capital paulista, Bruno Covas, disse nesta quarta-feira, 11, que, para vencer as elei√ß√Ķes, ser√° preciso "lembrar" ao eleitor "quem √©" o pr√©-candidato do PSDB a presidente.

Patinando nas pesquisas eleitorais, o presidenci√°vel enfrenta dificuldades para decolar em seu pr√≥prio Estado. Em sondagem divulgada pelo Ibope no fim de junho, Alckmin aparece com 15% de inten√ß√Ķes de voto entre eleitores paulistas, empatado tecnicamente com o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), que tinha 17%, e com a ex-ministra Marina Silva (Rede), que registrou 13% da prefer√™ncia do eleitorado em S√£o Paulo.

"Nós vamos, a partir de um determinado momento, quando a legislação permitir ir para a rua, mostrar, lembrar à população quem é Geraldo Alckmin, o que ele já fez no Estado de São Paulo e o que ele vai fazer no Brasil", disse o prefeito tucano, após visitar uma unidade de atendimento a crianças e adolescentes na zona norte da capital paulista.

Para Bruno Covas, que foi anunciado ontem como coordenador da campanha de Alckmin no Estado, o eleitor está manifestando voto em pré-candidatos como Bolsonaro e Marina por estar "contaminado por um sentimento de revolta com os políticos". "Nada melhor do que você transformar essa raiva, esse sentimento de mudança, em um voto no que é melhor para o País. Não adianta ter raiva dos políticos, alguém vai ser eleito", declarou.

A escolha de Covas para a fun√ß√£o √© um passo de Alckmin para minimizar o desgaste com o palanque duplo no Estado, j√° que o ex-prefeito Jo√£o Doria (PSDB) e o atual governador, M√°rcio Fran√ßa (PSB), que foi vice do ex-governador, est√£o na disputa pelo Pal√°cio dos Bandeirantes. "A minha escolha como coordenador da campanha aqui no Estado demonstra exatamente que ele vai ter um palanque √ļnico ao lado do candidato Jo√£o Doria para governador", disse o prefeito. Para refor√ßar a campanha, o PSDB vai escolher coordenadores regionais que ter√£o a miss√£o de fazer o nome de Alckmin decolar no Estado.

Centr√£o

Fazendo um aceno ao DEM e aos partidos do chamado 'centrão', Bruno Covas disse que essas legendas não podem ceder a "interesses menores" na decisão sobre quem apoiar na corrida ao Planalto. O bloco sinaliza que pode apoiar Ciro Gomes (PDT) na disputa presidencial, embora alguns setores das legendas defendam uma aliança com o PSDB.

O prefeito demonstrou otimismo com uma decis√£o do 'centr√£o' favor√°vel a Alckmin at√© o per√≠odo das conven√ß√Ķes, entre 20 de julho e 5 de agosto. "Tenho certeza que esses partidos n√£o v√£o levar interesses menores e palanques regionais √† frente do que √© o melhor projeto para o Pa√≠s", afirmou.

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO