Reino Unido defende livre comércio com UE em bens e alimentos
12/07/2018 09h38
O governo do Reino Unido publicou nesta quinta-feira o Livro Branco, documento com detalhes sobre seu plano em rela√ß√£o √† futura rela√ß√£o econ√īmica com a Uni√£o Europeia (UE), ap√≥s sa√≠da do bloco (Brexit), pedindo pelo livre com√©rcio no setor de bens e alimentos com o bloco.

O governo da premi√™ Theresa May espera que a proposta possa dar f√īlego ao di√°logo sobre o Brexit, menos de nove meses antes da planejada retirada brit√Ęnica da UE. H√° uma disputa no Partido Conservador, de May, sobre o qu√£o pr√≥ximos devem ser os la√ßos econ√īmicos entre as partes, ap√≥s a sa√≠da em mar√ßo de 2019.

May agora enfrenta o desafio de garantir o aval do Parlamento ao plano, ainda persuadindo uma UE cética a concordar com o que for negociado antes do fim do prazo.

O Livro Branco prop√Ķe uma √°rea ambiciosa de livre-com√©rcio entre o Reino Unido e a UE ap√≥s o Brexit. O documento sugere novos arranjos institucionais para monitorar a nova parceria e resolver disputas, citando precedentes internacionais como o Tratado Norte-Americano de Livre Com√©rcio (Nafta, na sigla em ingl√™s) e a pr√≥pria associa√ß√£o da UE com a Ucr√Ęnia. Segundo o governo de Londres, as propostas permitem que o pa√≠s consiga novos acordos comerciais.

O documento na pr√°tica compromete o Reino Unido a espelhar regula√ß√Ķes da UE sobre produtos, a fim de preservar o com√©rcio entre as fronteiras em bens, enquanto busca mais liberdade em servi√ßos, o que Londres admite que inevitavelmente significar√° menos acesso para as companhias financeiras sediadas no Reino Unido ao mercado da UE. O Reino Unido deseja ainda um arranjo regulat√≥rio especial para servi√ßos financeiros. Fonte: Dow Jones Newswires.

AE
Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO