especial
Uma força empreendedora e feminina
Foto: acervo pessoal
20/08/2018 08h44

Cada vez trazendo mais novidades, o poder que a internet detém atualmente é inquestionável, os usuários aumentam a cada dia, fazendo com que novos meios surjam a todo momento.

 

Em um estado atual, onde um número grande de brasileiros não possuem emprego ou já desistiram de procurar, a força da internet se torna enorme quando o assunto é empreendedorismo. Principalmente para as mulheres, por muito tempo sendo uma minoria grande no mercado de trabalho, muitas conseguem enxergar a internet como um meio de profissão ou simplesmente como um local de fala para si.

 

Pensando em um espaço destinado apenas para isso, grupos focados no assunto vão se formando nas redes sociais e acabam reunindo mulheres que possuem o mesmo objetivo: crescer. Um bom exemplo é o grupo ‘’Entre Elas BSB’’

 

Criado na plataforma do Facebook e hoje contendo mais de 109 mil participantes, a responsável pelo mesmo, Sandra Bispo afirma que a ideia de criá-lo surgiu ‘’através da necessidade de várias mulheres em ter um canal, um meio de comunicação para interagir uma com as outras’’.

 

O grupo contém com uma parte de compras e vendas, uma forma que facilita a produção individual das mesmas, tornando mais prático a procura e demanda que, talvez em outros meios, seja mais difícil de ser realizado ou encontrado. Lá dentro, é possível encontrar tanto quanto divulgações de lojas até transmissões ao vivos sobre alguns evento.

Não somente um meio de empreendedorismo, esses tipos de grupo se tornaram também um ponto onde mulheres de todos os lugares podem se juntar para se apoiar, um lugar onde todas se sentem confortáveis em compartilhar sentimentos e problemas. É possível encontrar desde passeios em conjuntos até apoio em materiais.

Uma forma que está cada vez mais sendo explorada, grupos de compra e venda trazem a oportunidade de que as pessoas possam lucrar em mérito próprio. No Entre Elas BSB, por exemplo, Sandra se vê apenas como um ‘’agente facilitador’’, ela garante que ‘’tanto as mães até as empreendedoras possuem fala livre e depende deles o alcance máximo ao grupo alvo.’’

Sem dúvidas, a internet e principalmente o que faz parte dela, como as redes sociais, são o que hoje fazem a diferença no meio empresarial, como o caso de uma das membros, que vendia cachorro-quente em uma barraquinha simples e hoje conseguiu transformar o seu negócio em um foodtruck.

Por conta disso, é possível encontrar muitas pessoas que possuem a vontade de integrar nesse meio, mas que não sabem como. Para esse público, Sandra dá uma dica: ‘’Iniciar é o princípio de tudo, mas é necessário pesquisar, observar onde pode ser diferente, ter conceitos claro e principalmente pulso forte. Afinal, são variados tipos ideológicos e cada grupo tem sua regra e alguém a ordená-lo.’’

‘’através da necessidade de várias mulheres em ter um canal, um meio de comunicação para interagir uma com as outras’’. Sandra Bispo

Comentários

Carregando notícias...
COPYRIGHT © - PORTAL ALÔ - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
ANUNCIE | FALE CONOSCO | COMERCIAL | EXPEDIENTE | TRABALHE CONOSCO